Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A MARIA RITA

A MARIA RITA

17 Out, 2019

Da Régua a Lamego

Um passeio pelo Alto Douro Vinhateiro.

Gosto muito de passear. Afinal, quem não gosta? No início do mês de Setembro, eu e a minha irmã aproveitamos um dia de sol para conhecer a região do Douro. Partimos de manhã a caminho da Régua e, depois, seguimos para Lamego. Confesso que a Régua me desiludiu um pouco. A verdade é que não tem muito para ver (perdoem-me se estiver enganada). Fizemos um passeio de barco de cerca de 50 minutos que deu para apreciar as paisagens, saborear o ar natural e a brisa do rio. Durante este passeio, penso que seríamos apenas cinco portugueses (excluindo a tripulação do barco). Estive a reparar que existem pessoas que, simplesmente, não aproveitam o momento e que passaram o tempo todo no telemóvel. Algo que foi feito para tornar as nossas vidas melhores e que faz com que, muitas vezes, deixemos de vivê-la.

À tarde, fomos até Lamego e tive pena de não ter mais tempo para explorar o concelho. Ficou a vontade de voltar. Fomos até ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios e, depois, descemos à cidade. Apreciamos as ruas e visitamos também o Castelo de Lamego, que tem uma vista que vale muito a pena. 

Deixo-vos com algumas fotografias da viagem e, se quiserem ver o roteiro completo desta viagem, passem pelo blog The Traveler Sisters.

Desde que a Netflix chegou, que se tem ouvido falar mais em séries espanholas. Falo por mim, cuja primeira série espanhola que vi foi La Casa de Papel, culpa do frenesim todo que a envolveu. Percebi que se fazem boas séries no país vizinho e, desde então, tenho visto algumas. Hoje, venho trazer-vos cinco séries espanholas que vi e recomendo. 

la_casa_de_papel.jpg

La Casa de Papel

Tinha que começar o post pela primeira série espanhola que vi. A série tem, atualmente, três temporadas e talvez não seja novidade para ninguém mas, para quem não sabe, as primeiras duas temporadas contam a história de um grupo de pessoas que assalta a Casa Nacional da Moeda de Espanha. Claro que um assalto destes não é coisa pequena e a série alterna entre o período do assalto e o período de preparação dos membros do grupo. 

Confesso que, no início, não conseguia perceber o burburinho à volta da série mas, à medida que os episódios foram passando, dei por mim também viciada e ansiosa para ver como a coisa ia acabar. 

 

elite-3-1920x1080.jpg

Elite

Outra série da Netflix bastante falada. Sou fã deste género de séries com adolescentes e adorei esta. Deixou-me completamente colada ao ecrã, tanto na primeira como na segunda temporada. A série começa com a chegada de um grupo de adolescentes desfavorecidos a uma escola privada. Existe um choque imediato entre os alunos da escola e este novo grupo. No primeiro episódio, é-nos também apresentado um suícidio e a série conta-nos os acontecimentos que se desencadearam até aí, alternando entre o pré e o pós-acidente. A segunda temporada, que saiu em Setembro deste ano, dá continuidade à história. Gostei das duas temporadas mas, nesta segunda temporada, foi interessante ver a evolução das várias personagens. 

vuelven-las-chicas-del-cable-esta-vez-politica-156

Las Chicas Del Cable

De todas, esta foi a que menos me chamou a atenção à primeira vista. No entanto, quando comecei a ver, gostei muito da série. Conta-nos a história de quatro mulheres que entram para a Companhia Telefónica Nacional em Madrid, nos anos 20. 

maxresdefault.jpg

SKAM España

SKAM España é um dos vários remakes da série norueguesa SKAM. A série retrata a vida quotidiana de um grupo de adolescentes que estudam na mesma escola, em Madrid. Cada temporada é apresentada pelo ponto de vista de uma personagem diferente. Para já, a série conta apenas com duas temporadas. 

vis a vis.jpg

Vis a Vis

A série começa com uma mulher jovem que se apaixonada pelo patrão e, por causa dele, comete vários crimes fiscais. Por causa disso, vai parar à prisão Cruz del Sur. Passada sobretudo na prisão, a série conta-nos a adaptação dela à sua nova vida. Ainda vou na primeira temporada mas já me rendi. Esta série envolve-nos e é super viciante!

 

Conheces mais alguma série espanhola que valha a pena ver e que eu não referi aqui? Conta-me tudo nos comentários!

 

Uma receita perfeita para os dias de Outono.

Uma das coisas que gosto de fazer é cozinhar, principalmente sobremesas. Embora não o costume fazer, vou começar a partilhar aqui no blog algumas receitas de sobremesas que vou fazendo. A receita de hoje é uma das minhas preferidas para esta altura do ano! O strudel de maçã sabe sempre bem mas quentinho sabe ainda melhor! 

receita strudell de maça

Strudel de maçã


Ingredientes

  • 4 maçãs médias;
  • 3 colheres de sopa de pão ralado;
  • 5 colheres de sopa de açúcar (depende da acidez das maçãs);
  • 2 colheres de sopa bem cheias de manteiga sem sal; 
  • canela q.b.;
  • 1 embalagem de massa folhada fresca.

Comecem por descascar e cortar em lâminas as maçãs. De seguida, coloquem o pão ralado numa frigideira e levem ao lume até torrar um pouco. Derretam a manteiga. 

Depois, numa taça, juntem as maçãs, o pão ralado, a manteiga, o açúcar e a canela. Podem colocar passas também (não costumo colocar pois não gosto).

Estiquem a massa folhada num tabuleiro, coloquem o recheio no centro e fechem (podem colocar palitos para a massa folhada não abrir). Polvilhem com açúcar e canela. Levem ao forno até a massa folhada estar douradinha (aproximadamente 35 minutos). 

 

Espero que gostem desta receita! Experimentem e contem-me como correu! :) 

receita strudell de maça

Da PFW para o meu feed do Instagram, eis alguns dos looks de street style que mais gostei. Confesso que, embora goste muito de moda, nunca liguei muito aos desfiles das semanas da moda. Aquilo que eu gosto mesmo é de pegar nas peças do meu armário e ligá-las, como se de um puzzle se tratasse. Por isso mesmo, passo muito mais tempo a ver looks que mais facilmente poderia recriar e usar no dia-a-dia. Hoje, trago-vos alguns dos meus favoritos da semana da moda de Paris. Espero que gostem! 

E não se esqueçam de votar! Eu já o fiz!

Fotografias de @songofstyle, @bartabacmode, @sincerelyjules, @collagevintage, @belenhostalet, @camilacoelho e @collagevintage2.

Às vezes, compramos uma peça que, mais tarde, acaba por ficar pelo armário porque não sabemos como a usar. A pensar nisso, vou começar a fazer alguns posts em que vos mostro várias alternativas de looks com a mesma peça. Este tipo de posts são dos meus preferidos quer como criadora, quer como consumidora de conteúdo, porque são uma fonte de inspiração e me dão muitas ideias para looks.

A peça de hoje são umas botas chunky. A cor das botas é uma espécie de bordô ou vermelho-falu (cor a que cheguei após uma visita ao amigo Google) e a sola é em borracha. Apesar disso, são bastante versáteis e consigo conjugá-las com peças de muitas cores!

Vestido H&M / Cinto Mango / Relógio Adexe London (oferta) / Anel Cinco / Mala Gamiss (oferta)

Neste look, conjuguei as botas com um vestido com um dos meus padrões favoritos, o padrão leopardo. Como este vestido tem um corte a direito, coloquei um cinto para realçar a cintura. Como agora os dias têm estado mais frescos, acrescentaria também um casaco de pele preto.

Blusa Primark / Calças Pull&Bear / Cinto Primark / Relógio Adexe London (oferta)

All black outfits são dos meus preferidos! Neste look, optei por uma blusa sem ombros e umas calças com franjas, que gosto imenso! Para dar uma piada extra ao look, coloquei o cinto com tachas. Para os dias frios, usaria também um casaco de pele.

Camisa Stradivarius / Cinto Primark / Relógio Adexe London (oferta)

Este look é talvez o mais fácil de replicar - top branco, skinny jeans e uma camisa! Alguns acessórios et voilá!

Espero que tenham gostado deste post e que vos inspire! Digam-me nos comentários, qual foi o vosso look preferido? Gostavam que fizesse looks com alguma peça em específico?